Contato : Tel.: 11 2613-4292 | atendimento@casahappyday.com.br

All posts by admin

Casa de repouso e lar para idoso em SP

A Casa Happy Day oferece em sua estrutura, atendimento personalizado para cada necessidade na vida do idoso.

Além de espaço amplo, conta com uma equipe multidisciplinar que ajudam o idoso a ter uma vida mais tranquila e a conviver em harmonia com o corpo e mente.

Localizada no bairro da Mooca, zona leste de São Paulo, o espaço proporciona aos seus frequentadores, atividade física e momentos de descontração que combatem os sintomas de depressão muito comuns na terceira idade.

Nossos profissionais, são licenciados e possuem formação médica para auxiliarem em casos mais complexos e específicos.

A Casa Happy Day é sem dúvida a melhor opção para quem deseja cuidar de seus idosos com todo carinho e amor.

Uma casa de repouso que preza pela qualidade de vida e bem estar de seus frequentadores. Tornando cada momento importante e estimulando a vida com todo o conforto do seu lar.

Aqui fazemos valor o que é conhecida como “A melhor idade”.

Venha nos visitar:

Casa de Repouso e Lar para idosos é na Casa Happy Day:

Rua Madre de Deus, 493 no bairro da Mooca em São Paulo – Sp.

contato@casahappyday.com.br

 

 

 

 

Veja mais

Informática para terceira idade

De que modo a informática para a terceira idade pode ajudar na vida de um idoso?

A sociedade contemporânea vive a era da Informação e a utilização das tecnologias digitais dá ao idoso menor sentimento de exclusão social. No mundo da Informática não há limite de idade. A informática para terceira idade chegou para trazer benefícios e apresenta-se como uma grande oportunidade de exercitar a mente, a memória, e aumentar sua autoestima.
A Internet tem características bastante positivas de permitir a comunicação a distância e diminuir o sentimento de solidão e isolamento, na medida em que houver viabilidade de entrar em contato com pessoas que estão do outro lado do mundo, em qualquer lugar, desde que esta esteja conectado à Internet. Poderá utilizar o computador no auxílio e na utilização de outras tecnologias (caixas eletrônicos de bancos, celulares entre outros). O uso do computador e de seus recursos proporcionará ao idoso melhorias na habilidade mental, no aumento das relações sociais e no senso de realização e autoconfiança.

 

Veja mais

Envelhecimento não precisa ser algo difícil e doloroso

Com o aumento da expectativa de vida no Brasil, o envelhecimento humano não deve ser sinônimo de solidão.
Ter amigos, conversar, compartilhar emoções e experiências, receber atenção às necessidades básicas e ainda se divertir contribui para termos qualidade de vida em qualquer idade.

Por isso, A Casa Happy Day, tem como principal objetivo, proporcionar aos nossos idosos um espaço acolhedor e de atenção; humanizado, repleto de carinho e diversão. Dedicamos cada minuto do dia para que tanto você ou um de seus familiares possam aproveitar melhor a vida.

 

Veja mais

Manutenção de mente ativa depende de estilo de vida do idoso

Idosos com mente ativa

A manutenção da mente ativa ao longo da vida e com o avanço da idade é um tema importante na área clínica e no contexto acadêmico, no que diz respeito ao alcance de uma velhice com autonomia e com qualidade de vida. Torna-se cada vez mais importante a orientação e o incentivo às pessoas adultas e idosas a estimularem e manterem a mente saudável.

De que forma?

Estimulando funções como a memória, o raciocínio lógico-matemático, a linguagem, a atenção, a concentração, os aspectos motores e as funções executivas, para que se garanta um envelhecimento ativo, participativo, com autonomia e independência. Isso diminui nossa vulnerabilidade, nos protegendo de declínio que impede a realização eficiente das tarefas cotidianas.

Contudo, é importante lembrar que as atividades práticas a serem realizadas para manter e aprimorar nossa mente são influenciadas pelo nosso estilo de vida. Uma pessoa vai ler um livro se ela tiver motivação para a leitura, se tiver o hábito da leitura e interesse pelo assunto, pela temática e se já estiver familiarizada com o tipo de texto.

Os hábitos de vida, as relações sociais, o fator educacional e sócioeconômico, a afetividade, as crenças sobre as capacidades, oportunidades sócioculturais e atividades ocupacionais são fatores que determinam a qualidade do processo de envelhecimento, sobretudo do desempenho cognitivo com o processo de envelhecimento.

Estudos gerontológicos têm enfatizado que o estilo de vida influencia de forma positiva ou negativa o funcionamento mental e físico e o envolvimento com a vida. Isso significa que, embora, não se possa controlar fatores intrínsecos como a genética, podemos pelo menos escolher como envelhecemos, optando por um estilo de vida saudável, incorporando no dia-a-dia hábitos que preservem nossa saúde e aumentem a probabilidade de se viver mais e melhor.

Nesse sentido, a preservação da mente ativa, o bom desempenho em tarefas do dia-a-dia pode ser mantido, estimulado e melhorado através de treinos, práticas, comportamentos e ambiente estimulante ao longo da vida. Por exemplo, a pessoa pode estimular e preservar suas habilidades cognitivas, o uso de seu conhecimento adquirido durante a vida por meio de atividades domésticas ou de trabalho já desempenhado ao longo do tempo.

A profissão é uma prática ocupacional que exige uma estimulação mental, uma flexibilidade intelectual, dependendo da complexidade da tarefa que a pessoa executa. Trabalhos rotineiros e monótonos acarretam perda da flexibilidade mental. No mais, toda atividade prática requer um significado mais amplo na vida, para que a tarefa faça sentido, por isso toda pessoa deve sempre avaliar sua satisfação no trabalho, e o trabalho remunerado não é a única fonte de estímulo. Idosos que frequentemente participam de trabalho voluntário se sentem realizados e com motivação para continuar mantendo a preservação da saúde física e mental.

De forma mais ampla, além de aprender coisas novas, a participação em oficinas, em trabalho em grupo para treino da memória, a ida a centros de convivência, o engajamento em atividades culturais e sociais e de lazer devem ser significativos e incorporados ao estilo de vida. Isto significa fazer “sentido“, as tarefas têm que ter objetivo, propósito, serem funcionais para a vida. O sentido de vida é que habilita a pessoa a manter sua saúde física e mental de forma ativa. A busca e a descoberta de sentido, é a principal força motivadora no ser humano.

O envelhecimento não deve ser visto como um processo isolado das outras fases da vida, mas sim como um processo de desenvolvimento, contextualizado de maneira histórica e culturalmente. Na maturidade e na velhice as pessoas lançam mão de estratégias sóciocognitivas utilizadas ao longo da vida.

Os indivíduos chegam à vida adulta com recursos cognitivos que foram investidos desde a infância e adolescência e que são direcionados para novas aprendizagens e novos conhecimentos na vida adulta. Dessa forma, com o avanço da idade exploramos nossas reservas cognitivas que podem servir para compensar déficits em vários domínios.

Estudiosos da área do envelhecimento ressaltam que o envelhecimento bem-sucedido baseia-se também no mecanismos de seleção, compensação e otimização. A seleção significa ser capaz de discriminar aquilo que é essencial para seu bem-estar. Também está relacionado a redução da capacidade de reserva (plasticidade) cognitiva associada à idade. Assim idosos selecionam domínios significativos para sua sobrevivência. A compensação significa lançar mão de meios alternativos para alcançar os objetivos na vida. E a otimização consiste em salientar os ganhos durante a vida para manter altos níveis de funcionalidade. Então, seguimos a vida sempre selecionando o joio do trigo, compensando as perdas e otimizando as coisas boas.

Embora exista uma reserva da nossa capacidade de desenvolvimento atrelado a nossa educação e cultura, existem também os fatores genético-biológicos que também não podem ser negligenciados, assim também como os fatores ambientais e hábitos de vida.

Maus hábitos

Sabemos que o hábito de fumar, beber sem moderação, a falta de controle de dieta, má alimentação, alterações do sono, depressão, entre outros aspectos interferem no alcance da velhice bem-sucedida.

Hábitos do bem

Hábitos saudáveis, engajamento ativo com a vida, satisfação das realizações, ocupação significativa, práticas cotidianas que fazem sentido, uso de conhecimento acumulado ao longo da vida, motivação para continuar preservando suas essências conforme seu estilo de vida fazem do processo de desenvolvimento da vida adulta um percurso muito mais saudável, rico e com qualidade.

Assim, preserve suas reservas, esteja aberto a novas curiosidades e descobertas, aprendendo coisas novas, se adaptando ao moderno e novo, mantendo seus valores e ideais de vida, conforme seu estilo. Manter a mente ativa é manter a autonomia e seu senso de bem-estar.

Fonte: http://www2.uol.com.br/vyaestelar/mente_ativa_na_terceiraidade.htm

Veja mais

10 dicas para melhorar a qualidade de vida na terceira idade

O idoso é visto pela maioria da população como alguém frágil e que requer muitos cuidados, porém a terceira idade tem ganhado cada vez mais independência. Hábitos saudáveis aumentam a disposição e isso independe da idade. Acompanhe abaixo 10 importantes dicas que, se colocadas em prática, farão uma diferença imensa na sua qualidade de vida:

1. Praticar exercícios físicos, como: caminhada, alongamentos ou esportes. Não basta apenas praticar por praticar, é preciso estabelecer metas pois, além de ajudar a medir o desempenho, ainda mantém a força de vontade para continuar se exercitando.

2. Comer alimentos ricos em vitamina D, pois auxiliam na manutenção de uma maior agilidade mental. Essa vitamina pode ser encontrada em vários alimentos, tais como: sardinha, cogumelo, ovos, salmão, leite e outros.

3. Outro ingrediente que pode ser adicionado na dieta é a proteína, que ajuda no combate a fraturas. Ela está presente no frango e no queijo, assim como também em legumes e sementes.

4. A cárie e a sensibilidade bucal tendem a aumentar na terceira idade. Pode parecer óbvio, mas é importante manter a escovação dos dentes pelo menos 3 vezes ao dia e usar o fio dental diariamente, sem esquecer também de realizar consultas ao dentista para exames e limpezas.

5. A prática de dança favorece não apenas o corpo, mas também a mente. Em um estudo brasileiro, foi detectado que a dança ajuda a melhorar a memória e também a concentração dos idosos.

6. Possuir uma vida social colabora tanto na saúde física, como na mental. Manter o hábito de se encontrar com amigos para conversar ou aproveitar momentos de lazer ajuda na maior preservação de várias habilidades.

7. Consumir chás preto e verde ajuda na proteção da memória. Formado pela substância catequina, esse tipo de chá contribui na diminuição do desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

8. O uso do computador, somado à prática de exercícios físicos, colabora para uma maior estimulação do cérebro. É importante ressaltar que as atividades devem ser realizadas sem exagero, com moderação, para preservar os benefícios que elas oferecem.

9. Acrescentar fibras no cardápio. Sendo considerado como uma ótima opção para diabéticos, as fibras também garantem o funcionamento correto do intestino. Legumes, verduras e aveias são alguns dos alimentos nos quais elas estão presentes.

10. O zinco também se encontra entre as substâncias que beneficiam a vida dos idosos. Ele cria uma espécie de proteção contra infecções que venham a surgir. Pode ser encontrado em vários alimentos, como: grãos integrais, carnes, gérmen de trigo, dentre outros.

 

Fonte: Blog Unimed Fortaleza

Veja mais

Exemplos de Atividades Físicas na Terceira idade

Expectativa de vida

A população está crescendo no Brasil e no mundo. Com o aumento da expectativa de vida, houve crescimento da população de pessoas de maior idade que estão sentindo a necessidade de seguir um programa adequado de atividades físicas para a manutenção da saúde.

Exercícios na melhor idade

O exercício físico é benéfico em todas as idades, auxiliando sempre na manutenção saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Com o tempo, tem-se uma perda significativa, de todas as capacidades motoras, tais como: Flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora, força, além de uma grande perda da massa muscular e óssea resultando assim em um aumento da gordura corporal.

A atividade física na terceira idade entra como um elemento indispensável, para retardar o processo de envelhecimento.

 

Benefícios dos exercícios para a 3ª idade

  • Autonomia e bem-estar;
  • Aumento da massa muscular e óssea;
  • Redução adiposa;
  • Estimulo ao metabolismo;
  • Combate ao processo inflamatório;
  • Melhora das capacidades funcionais;
  • Bem-estar físico e psicológico;
  • Estimula aspectos cognitivos (atenção, memoria e percepção);
  • Redução de doenças…

E aprimoramento das qualidades que permitem realizar conforto, e independência nas atividades diárias…

Além de proporcionar um melhor convívio social, melhor interação para desenvolver atividades culturais e recreativas e envolvimentos em projetos para idosos potencializando assim um envelhecimento ativo!

Exercícios para Idosos

A atividade física escolhida deverá ser a que lhe de mais prazer e satisfação, e deverá ser incluída em sua rotina diária, e praticada com regularidade, os exercícios devem ser iniciados após uma avaliação médica e deve ser acompanhado por um profissional de educação física.

As atividades deverão ser praticadas com roupas confortáveis, calçados adequados, em academias, clubes, ao ar livre e dentro do limite individual de cada um.

 

Exemplos de atividade física na 3a idade:

  • Alongamentos
  • Dança
  • Aeróbico de baixo impacto (Bike, esteira)
  • Musculação especializada
  • Ioga
  • Pilates
  • Caminhadas
  • Atividades Lúdicas e recreativas
  • Ginástica geral.

Importância do alongamento para Idosos

Os alongamentos são de suma importância, para prevenção de lesões, e para o ganho de amplitudes dos idosos. Devendo ser priorizados durante o programa de exercícios.

O alongamento praticado regularmente traz muitos benefícios e bem-estar! Seu corpo agradece!

Veja mais